Alerta: Mãe, não dê leite de soja aos seus filhos

Thumb Alerta: Mãe, não dê leite de soja aos seus filhos

Mãe, não dê leite de soja para os seus filhos

Você já ouviu falar no rei da soja? Era um homem que aparecia na mídia já em idade avançada, cercado de mulheres lindas. Evidentemente, tratava-se de um milionário que enriqueceu com a indústria da soja. E isso ele nunca escondeu de ninguém. E nem conseguiria, pois todo mundo conhecia a história dele, mesmo antes de ele contar.

Pois saiba que a soja está entre os alimentos mais combatidos pela nova geração de médicos que se dedicam a estudar com profundidade tudo o que se refere a alimentação. E, evidentemente, os malefícios que mencionamos aqui não estão apenas no leite de soja, mas na soja e todos os seus derivados.

A soja é uma comprovação de que a indústria alimentícia não está nem aí para a saúde das pessoas. Embora tenha virado, digamos assim,  moda de consumo, médicos que são também nutrólogos e que se dedicam ao estudo aprofundado dos alimentos são unânimes em condenar a soja, que, além de problemas digestivos, afeta meninas e meninos em fase de crescimento. E se você já é adulto, evite a soja também. Ela só vai lhe fazer mal.

Escolas de medicina não ensinam

Até há pouco tempo era difícil ter acesso a essas informações. Seria preciso consultar um médico de confiança. Mas ainda assim não se saberia de muitas coisas importantes. Infelizmente, os médicos, ainda hoje – em expressiva maioria – não entendem nada de alimentação e nutrição. As faculdades de medicina, por incrível que pareça, não incluem essas matérias de fundamental importância para a saúde, nos seus cursos. Mas boa parte dos médicos mais conscientes começa a acordar para essa realidade e se especializa em Nutrologia. Ainda assim, muitas vezes são atacados, perseguidos, difamados e até ameaçados pela máfia sob patrocínio da indústria alimentícia, que quer sempre esconder essas informações.

Alimentos

A internet surge como presença poderosa nessa chamada vida moderna. É lógico que é preciso saber selecionar as fontes e, como se diz, separar o joio do trigo. De qualquer modo, com o uso cada vez mais frequente da internet, é possível ter acesso a informações de fundamental importância.

São os nutrólogos que começaram a alertar para os malefícios e os perigos da soja. Que são tantos que nem dá para citar todos. Mas é possível apresentar uma visão geral, com o máximo de objetividade.

Nem meninos nem meninas devem consumir

A soja é sobretudo um antinutriente, ou seja, em vez de nutrir, desnutre. Possui ácido fítico, que faz diminuir a absorção, pelo organismo, de elementos essenciais à boa saúde, como cálcio, ferro, magnésio, cromo e zinco, além de vitamina D. Causa problemas no pâncreas e  dificulta a digestão de proteínas.

Os hormônios estrogênios contidos na soja provocam a feminilização dos meninos, fazendo crescer as mamas, e inibindo o crescimento dos pelos pubianos. Médicos alertam também para o risco de os meninos passarem a ter o pênis pequeno ao consumirem muita soja. Evidentemente, isso se torna um drama para o homem na fase adulta, abalando sua visão de masculinidade. Outro efeito negativo é a diminuição da produção de espermatozoides.

Câncer é um entre muitos riscos

Nas meninas o consumo da soja também tem efeito negativo.  Pode causar puberdade precoce  e, depois, também desequilíbrio do ciclo menstrual. Aumenta ainda os riscos de câncer de mama e afeta a tireoide, facilitando a obesidade. O hipotireoidismo é um drama vivido por muitas mulheres.

A soja possui grande quantidade de alumínio e manganês, o que a torna intoxicante. Como se não bastasse tudo isso, as lavouras recebem alta quantidade de agrotóxicos, alguns já proibidos em vários países. Isso faz aumentar os riscos de vários tipos de câncer (além do já citado câncer de mama) e pode provocar até mesmo defeitos congênitos nos filhos de mães que consumiram muita soja.

Ladrão de energia

A soja e seus derivados afetam ainda o sistema imunológico, provocam declínios cognitivos, prejudicam o desempenho sexual nos homens e roubam a energia do corpo.

Não estamos inventando nada. Médicos conceituados enfatizam que existem cerca de 288 estudos se institutos de pesquisa sérios que comprovam a toxidade da soja.

Exatamente por isso torna-se impossível citar aqui todos os prejuízos desse verdadeiro mito na alimentação de muita gente. Os malefícios para a saúde são extensos e expressivos, mas sempre ocultados pelos lobbies das indústrias.

Dê o peito ao seu bebê

 Muitas mães evitam amamentar os filhos, ignorando a importância da amamentação para fortalecer o sistema imunológico das crianças. Com isso, acabam dando aos filhos leite de vaca ou leite de soja.

bebê

O leite de vaca é criticado também por nutrólogos, que observam que o ser humano é o único mamífero que toma leite de outra fêmea que não seja a própria mãe. Além disso, contestam o valor nutritivo do leite industrializado, que passa a ser pobre até em cálcio, após passar pelo processo de industrialização.

A exemplo da soja, no entanto, a indústria de laticínios aciona um lobby poderoso e há médicos que chegam a participar de eventos em defesa do leite de vaca promovidos por quem? Pela poderosa indústria do leite.

Resta a você, mãe, refletir com sabedoria: em quem confiar? Na palavra de médicos dedicados à pesquisa e ao estudo dos alimentos ou nas poderosas indústrias cuja prioridade, evidentemente, é vender o que elas mesmas produzem?

Pense nisso quando alguém quiser oferecer soja aos seus filhos.

Leia mais sobre saúde clicando AQUI.

Conheça o site que fala a você sobre sexualidade, comportamento e relacionamento. Clique agora.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE