Como concorrer com robôs e com drones

Thumb Como concorrer com robôs e com drones

Pode parecer estranho, mas essa realidade está mais próxima do que imaginamos.

A avassaladora velocidade das inovações tecnológicas projeta um mundo que seria completamente inimaginável há alguns anos.

Por mais que os filmes de ficção tentassem simular esse mundo, ele pode chegar bem mais rápido do que os mestres do cinema de Hollywood imaginavam.

Na verdade, muita coisa já está acontecendo. Não é mais novidade que os robôs e drones já estão em plena atividade.

Os carros que irão circular sem motorista já estão sendo testados e comprovam não só a sua viabilidade como também as vantagens sobre os veículos dirigidos por humanos.

Quem estava errado era o humano

Recentemente, nos Estados Unidos, houve um acidente envolvendo um desses veículos em colisão com outro dirigido por um motorista desses aprovados pelos departamentos de trânsito. Feita a perícia, constatou-se que o veículo robotizado é que estava certo. O barbeiro era o humano.

Essa nova realidade imposta pela chamada inteligência artificial terá expressivo impacto no mercado de trabalho.

Atividades serão extintas, profissões deixarão de existir e o dito humano verá robôs em seu lugar.

Um deles já faz o trabalho de um operário da construção civil. Ergue paredes com mais precisão, rapidez e perfeição. E não cobra horas-extras, nem férias e nem décimo-terceiro, entre outros direitos trabalhistas.

Paraísos e pesadelos ao alcance de todos. De todos?

O que aparenta ser um paraíso para o patrão certamente passará a ser um pesadelo para o trabalhador.

Mais do que o que aconteceu com o advento da revolução industrial, a revolução tecnológica poderá deslanchar uma onda de desemprego avassaladora.

Não que sejamos contra a tecnologia. Ela traz benefícios à raça humana, com diagnósticos mais rápidos na medicina, maior conforto, velocidade e menos acidentes. Sem contar outras vantagens que não citamos. E sem mencionar também as que irão surgir com todas as novidades tecnológicas que estão a caminho.

Pode assustar, mas não há muito o que fazer. É um cenário irreversível, gostemos ou não.

Resta uma só palavra como saída: adaptação.

Vou sobreviver?

O trabalhador terá que enfrentar essa nova fase, adequando-se a ela. O fato é que muitas atividades estão fadadas ao desaparecimento da forma como são exercidas hoje.

Advogados já enfrentam dificuldades de colocação no mercado, nos Estados Unidos. Trabalhadores braçais, que são maioria em praticamente todos os países pobres e em desenvolvimento, são os que mais facilmente irão ser substituídos.

Não há como negar que os que gostam ou que já se situam hoje no setor de tecnologia são os que terão mais espaço.

O futuro bate à sua porta

No site Sucesso e Fortuna, que faz parte da nossa rede, publicamos material com mais detalhes sobre tudo isso. CLIQUE AQUI para ler.Você encontra também o vídeo em nosso canal no YouTube. CLIQUE para assistir agora.

Corra para ler ou para assistir. O futuro já chegou. Não adianta mais esperar o trem passar. A viagem agora é numa nave espacial.

Garanta o seu lugar. E não perca mais tempo.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: