Como fazer seu filho comer bem sem reclamar

Thumb Como fazer seu filho comer bem sem reclamar

Como fazer seu filho comer bem sem reclamar Outro dia assistimos a uma interessante discussão no Facebook sobre o quiabo. Sabemos que seu filho não rejeita somente o quiabo. E vamos dizer a você como fazer seu filho comer bem sem reclamar.

Como já frisamos, não é só com o quiabo que essa rejeição acontece. Não gostar de determinados alimentos não é apenas uma questão de gosto, como se costuma achar, mas sim o resultado de uma série de vícios de alimentação.

Por exemplo: preconceito que já vem da infância ou de comentários, não saber preparar o alimento e sobretudo não ter educado o seu paladar. E é plenamente possível saber como fazer seu filho comer bem sem reclamar. E, com isso, ter muito mais saúde pela vida toda.

Escola nisso está errada

É comum a criança ou o jovem chegar à escola e pedir um refrigerante e um Como fazer seu filho comer bem sem ficar reclanandorsalgado; na maior parte das vezes, uma fritura. Péssimo hábito. Obviamente estaria melhor servido se comesse um sanduíche recheado com tomates, folhas de alface, ovos e, tudo bem, algo rico em proteína animal.

Mas qual o jovem ou a criança que faz isso? Na verdade, as lanchonetes nas escolas nem oferecem essa opção. Pelo menos na minha época de estudante não ofereciam.

Então vamos começar por uma parte do nosso organismo que nos auxilia a perceber que todos os alimentos podem ser saborosos: as papilas gustativas. Sabendo disso, você vai saber também como fazer seu filho comer bem sem reclamar.

Começando muito cedo

Como fazer seu filho comer bem sem reclamar desde bebêAs papilas gustativas estão na língua, no céu da boca, na garganta, no esôfago e no nariz. E é graças a elas que percebemos o sabor de tudo o que comemos ou bebemos.

Então, como tudo na vida, precisam ser educadas.

Se desde cedo as crianças aprendessem a comer de tudo, sem se importar com os preconceitos que vêm dos colegas e mesmo de alguns adultos mal informados e mal acostumados, não haveria essa ojeriza a verduras, legumes e até frutas, que alguns se recusam a comer.

Se você educa as suas papilas gustativas desde criança já apta a consumir algo além do leite materno, dificilmente rejeitará o sabor de qualquer alimento. Por isso mesmo, tem que começar muito cedo, para saber como fazer seu filho comer bem sem reclamar.

E quando os pais também erram

A questão é que os pais não fazem isso. Alguns querem obrigar os filhos a comerem de tudo, e o caminho não é esse.

Eu fui uma criança com certa rejeição por uma alimentação em quantidade suficiente para as necessidades do meu organismo. Comia muito pouco e era magro. Até que um médico expressou, diante de mim, a grande alegria da qual devemos nos envolver diante de uma boa mesa de refeição.

A expressão dele foi tão sincera e espontânea que até hoje me lembro disso. E passei a comer melhor.

Porque os alimentos saudáveis devem ser encarados desde cedo dessa forma: com alegria, de forma positiva, e não como algo que deva ser ingerido por obrigação ou com o desgastado discurso de que faz bem para a saúde.

Tudo pode ter gosto bom

Tudo pode ter bom gostoÉ lógico que alimento saudável faz bem para a saúde. Mas a criança não quer saber disso. Ela quer comer o que acha gostoso. E, para isso, precisa saber que tudo é gostoso quando nos aprimoramos em perceber o sabor das coisas, quando educamos as nossas papilas gustativas.

Você já percebeu a quantidade de países que têm uma alimentação completamente diferente da nossa; de nós, brasileiros. Alguns desses alimentos até nos causam certa repulsa.a alimentação saudável

Mas como assim? Não é verdade então que algumas coisas tem o sabor ruim e outras tem o sabor bom?

A lição está em todo lugar

Por que em alguns países orientais come-se uma refeição totalmente estranha ao nosso paladar, por exemplo?

Exatamente por isso: desde criança eles se acostumaram a esses paladares. As papilas gustativas foram educadas a aceitar esses paladares.Como fazer seu filho comer bem comidas diferentes

Isso é universal. A culinária de cada país é peculiar. Uma é sempre diferente da outra. Então não existe gosto bom ou gosto ruim, mas sim o gosto que nossas papilas gustativas foram educadas a apreciar.

Por isso mesmo, isso tem que começar desde cedo. Desde criança. Manifestando aos nossos filhos a alegria que deve nos contagiar diante de uma mesa com boa refeição. Tornando a boa alimentação um motivo de prazer, e não de obrigação.

Como fazer seu filho comer bem sem reclamar

Querem um exemplo bem ilustrativo?

Bebê comendo bemMeu hoje falecido pai teve uma época que resolveu nos obrigar a tomar um copo de leite de vaca no almoço. Graças a ele, hoje, eu detesto leite de vaca, que não me faz nenhuma falta, até porque é alimento que pode (e deve) ser evitado, pois não contém essa riqueza propalada por aí. Muito pelo contrário: o leite que faz bem é o leite da própria mãe, o leite materno. O ser humano é o único animal que tem o péssimo hábito de ingerir leite de outro animal que não a sua própria mãe.

Fazer seu filho comer sem protestar

CLIQUE NA IMAGEM para assistir ao vídeo

Mas vamos ao exemplo inverso: eu detestava ovo. Via uma das minhas irmãs gostar de ovo, aquele com a gema bem mole, e sentia até nojo.

Ninguém me obrigou a comer ovo. E hoje eu como, e gosto. E ainda bem que meu pai nunca me obrigou, porque um ovo é muito mais rico e necessário ao organismo do que um copo de leite, que pode ser tranquilamente evitado e descartado. Não existe necessidade nenhuma de você beber leite. A não ser quando é bebê, o leite da sua mãe. Nessa fase ele não só é necessário como é fundamental, inclusive para fortalecer o seu sistema imunológico.

Sabor e olfato

CHEIROOutra dica importantíssima: cuide do seu olfato. Isso mesmo: o cheiro faz parte do sabor. Quem não sente cheiro não sente sabor. Evite a qualquer custo esses remedinhos químicos de pingar no nariz quando ele está entupido por causa de gripes e resfriados. Eles destroem uma membrana do seu nariz e fazem você perder o olfato. E aí a sua capacidade de sentir o cheiro e, consequentemente, o sabor dos alimentos, vai desaparecer gradualmente.

E você não vai poder desfrutar da alegria diante de uma mesa de boa refeição. Algo que, por sinal, no Brasil, se tornou um privilégio, quando deveria ser uma realidade de todos os brasileiros.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: