Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida

Thumb Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida

Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vidaFazer turismo é muito bom, não é mesmo? Quem pode duvidar disso? Mas, como diziam nossos avós (risos): Cuidado por onde anda!!! Se ainda aceita esse conselho, não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida.

Afinal de contas, que as rodovias no Brasil são perigosíssimas, praticamente todo mundo sabe.

Algumas são até apelidadas de uma forma assustadora: rodovias da morte.

Mas existem também estradas que dão medo só de ver, em vários outros países.

Fica até difícil de acreditar que algumas pessoas tenham coragem de trafegar por elas.

O menos perigoso é o que voa

O que nem todo mundo sabe (e muita gente não acredita) é que, apesar do medo de viajar de avião, o transporte aéreo é muito mais seguro do que o transporte rodoviário.

Uma das causas desse medo é que, enquanto um acidente aéreo tem repercussão internacional, dependendo de sua gravidade, acidentes nas estradas acontecem a todo momento. E muitas vezes nem tomamos conhecimento.

Apelidos que assustam

Existem três rodovias brasileiras que figuram na lista das mais temidas: a Régis Bittencourt (BR-116) e as BR 101 (Rio de Janeiro) e 381 (Minas Gerais).

Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida e dos seus filhosMas este é um balanço – digamos – modesto, levando-se em conta que existem mais de 20 estradas com grande frequência de acidentes no Brasil.

Figuram nesse mapa desalentador os Estados do Espírito Santo, Santa Catarina, Piauí e Pará. Mas o fato é que viajar por todo o Brasil significa risco considerável de acidentes.

Estradas ruins e motoristas irresponsáveis

Motivo é o que não falta. Imprudência e imperícia dos motoristas, além do consumo de bebidas alcoólicas, estão entre eles. Projetos mal feitos, curvas perigosas e falta de conservação se somam a esse cenário. E muita gente morre atropelada nas estradas que atravessam trechos urbanos.

Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida e não quiser estragar seu carro

É evidente que a grande movimentação nas estradas acarreta o agravamento da situação, num país rico em minério de ferro que abandonou as ferrovias.

Transportando gente

Quem viaja pela Europa sabe que o transporte ferroviário é o que predomina em quase todos os países. É mais confortável, mais seguro e até mais divertido, levando-se em conta que – ao contrário das verdadeiras carroças que ainda existiam nas ferrovias brasileiras (praticamente abandonadas) –  os trens europeus são muito mais modernos e contam até com lanchonetes e restaurantes, para comodidade dos passageiros.

Não trafegue por estas estradas se tiver amor à vida

Mas para não deixar o Brasil sozinho nesse ranking de estradas por onde é arriscado transitar, vamos compartilhar com você um link onde vai poder assistir a vídeos curiosos que mostram as estradas mais perigosas do mundo.

Quer assistir?

Clique no botão vermelho.

E boa viagem…

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: