O cálcio pode te matar. Cuidado

Thumb O cálcio pode te matar. Cuidado

O cálcio pode te matar

Sei que este título vai parecer estranho, pois todos sabemos da importância do cálcio para a saúde do corpo.

Mas vamos explicar.

O cálcio é realmente importante e a deficiência no organismo tem consequências que podem se tornar dramáticas. Uma delas, obviamente, é a osteoporose, resultando no enfraquecimento dos ossos e tornando-os mais suscetíveis a fraturas.

Essas se tornam graves principalmente em idade avançada. Fraturas de bacia e de fêmur, por exemplo, podem evoluir para situações mais extremas e resultar em óbito.

Tudo precisa estar equilibrado

Os que fazem reposição de cálcio devem atentar para uma questão fundamental: é necessário suprir o organismo de magnésio e de hormônio D3 (mais conhecido como vitamina D3, mas que na verdade é um hormônio).

O hormônio D3, entre outros inúmeros benefícios, protege o coração, previne e controla o diabetes e promove força muscular, além de ajudar na absorção do cálcio. Ou seja, metabolizar bem o cálcio é uma das suas funções. É fundamental também que seja consumido pelas gestantes. Isso tudo, é lógico, com acompanhamento médico.

No lugar certo

O magnésio distribui corretamente o cálcio no organismo. Ou seja: manda o cálcio para onde ele deve estar (estrutura óssea) e impede que ele se concentre nas artérias e nos rins, por exemplo.

Com esses dois elementos, evita-se exatamente isso: que o cálcio acabe por entupir as artérias, com a formação de placas.

Pesquisas comprovam que esse acúmulo nas artérias, bastante perigoso, aumenta significativamente os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, podendo resultar em insuficiência cardíaca. Ampliam-se assim as probabilidades de derrame e infarto, que estão entre as maiores causas de morte.

Sem sol e sem sal

Sem sol e sem sal

A deficiência de vitamina D3 resulta do verdadeiro terrorismo que as indústrias de protetores solares promovem contra o deus Sol. A vitamina D3 é formada na superfície da pele após um banho de sol que não precisa exceder 20 a 30 minutos diários. Mas o uso de protetores solares e o banho logo após tomar sol impedem que essa vitamina entre em contato com a pele ou seja absorvida. Especialistas sugerem que se tome banho com água e sabão somente depois de algo em torno de 4 horas após o banho de sol. Se puder, demore mais a tomar banho com água e sabão.

Já o magnésio é outro elemento fundamental que está praticamente ausente entre todas as pessoas que habitam este país tão mal servido de alimentos saudáveis chamado Brasil.

Elimine o refinado

O magnésio promove a manutenção da boa saúde dos tecidos do corpo (nervos, músculos e ossos), ajuda também o coração a manter-se saudável, melhora o tônus muscular, os níveis de glicose, auxilia a regular a pressão arterial e ajuda o sistema imunológico a se manter forte. Isto, é lógico, além da propriedade já mencionada de distribuir melhor o cálcio no organismo.

Por que somos deficientes de magnésio? Principalmente porque ele é totalmente eliminado do sal, esse sal branquinho que você põe todo dia na mesa e que certamente é o responsável pela pressão alta e por inúmeros outros males para a sua saúde.

Branco que te querem rosa

sal rosa do Himalaia

Preserva-se o magnésio no sal rosa do Himalaia, mas é fundamental conhecer sua procedência, porque há quem adicione corantes ao sal grosso para parecer que é sal rosa. De qualquer modo, sem o corante, é melhor consumir o sal grosso (o conhecido sal de churrasco) do que o sal refinado, que você deve eliminar totalmente de sua alimentação.

Quer conhecer mais sobre tudo isso? Converse com um médico que tenha formação também em nutrologia. Os outros não vão saber nada sobre isso, porque não estudaram as matérias fundamentais para se manterem informados.

CLIQUE se quiser dar excelentes presentes

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: